Lugar de Pensar

Se você é um ser que somente consegue ler 140 caracteres... fuja daqui rapidamente.
Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome. Clarice Linspector
“Não somos seres humanos vivendo uma experiência espiritual, somos seres espirituais vivendo uma experiência humana.” Teilhard de Chardin
A solidão não existe! Tenho um mundo inteiro dentro de mim.
Seja bem-vindo.

15.2.11

Uma estabanada reflexão


Conseqüência dessa madrugada de insônia fui ao Facebook - e li em algum lugar esse comentário, acerca de uma postagem sobre o Egito, que reproduzo aqui:

“Temos de enviar um manual de instruções sobre revoluções para o Egito para que não se deixem cair nas mãos de mafiosos nem deixem os gângsteres chegar ao poder de forma a evitarem que se tornem num estado mafioso!”(SIC)

E me pus a pensar... O que se passa na cabeça do autor desta frase? Então "os orgulhosos ocidentais" vão enviar um manual de instruções ao povo egípcio?

Eu diria a esse Senhor, (o autor do comentário) que não se dê ao trabalho e nem gaste tanto dinheiro indo a uma Agência dos Correios para enviar cópias do referido "Manual" aos egípcios, o gasto seria enorme (50 milhões de pessoas) eu sugiro algo mais econômico:

- que tal distribuir numa esquina de Portugal, afinal 60% da população acabou de desperdiçar a poderosíssima "arma”, absolutamente legal, O VOTO, quando se recusou a ir às ruas para retirar de maneira ordeira e constitucional o "incompetente presidente da República" - (nomeadamente assim pelos inúmeros "amigos" facebokianos que tenho em minha página)  permitindo que ele não só se reelegesse como o fizesse com quase 58% dos votos válidos. Desemprego, economia estagnada, recessão, elevadíssimo endividamento, redução de salários, cortes, subida de impostos...é o retrato de Portugal 



- ou quem sabe poderia o mesmo Senhor, enviar alguns manuais numa balsa até a dolce Itália, para o povo italiano derrubar o Berlusconi que manda e desmanda no país numa baderna regada, com direito que vai da pornografia misturada à pedofilia e prostituição ao colo dos mafiosos já existentes - (não vou nem citar a farra do Vaticano)... Os italianos vão às ruas gritam, gritam e voltam pra casa com o rabo entre as pernas e o desmando continua...Berlusconi está lá, firme e ninguém o tira.



- ou quem sabe podia remeter alguns a Ilha Inglesa para ver se acorda os ingleses, que parece não perceber a crise e assim eles exterminem com a suntuosidade medíocre das rainhas, dos reis, dos príncipes e princesas - que decerto não mudaram e não mudarão seus hábitos frugais com crise ou sem crise, porque os "espertos ocidentais ingleses" bancam a conta supérflua da família do palácio de buckingham...

(o despertar aqui vai ser doloroso)


- ou ainda enviá-lo a terra do Tio Sam para dizer aos milhões que foram as ruas votar no Obama - o primeiro negro a presidir o "oásis da liberdade no planeta”, que ele foi eleito justamente para acabar com as invasões nas terras estrangeiras, cuja cultura não é adepta do "way american of life”.  Esses, tratados como culturalmente inferiores, são obrigados a doar suas reservas naturais - com direito a banho de sangue de ambos os lados... e Obama precisa correr , há numerosos pais e mães chorando a morte de seus filhos em terras estrangeiras...

(afora a crise devastadora de uncle Sam)


E tem a Grécia, a Irlanda, a Espanha... e desemprego, fome, miséria, falência...

Quem vai pagar a Conta?

Os países da Eurozona estão à beira da falência.

Não, meu caro Senhor, se tem algo que desejo aos egípcios é que Alá os livre de receber esse tal "manual de instruções sobre revoluções" - pretenso documento da cabeça ocidental...

Um povo que acampa numa praça por dezoito dias e escorraça um ditador de 30 anos do poder não precisa que o "Superior Ocidente" lhe instrua de absolutamente nada.

Estou farta da hipócrita superioridade ocidental européia e estadunidense...  esses não teem  lições a dar a nenhuma cultura, muito menos aos otomanos egípcios. 

Há uma grave crise invadindo boa parte do mundo, diante dos olhos e tudo que eu vejo são portugueses, italianos, ingleses, espanhóis queixosos......... nas ruas do Facebook.

Os últimos 18 dias na Praça Tahrir é o Manual de Instruções.

É o povo que faz a mudança da sua história.

Que Alá tenha piedade do Ocidente e nos abençoe!


(eu não preciso nem contar a história recente do Brasil aqui, ou será que eu preciso?)

Nenhum comentário: